Moto GP Argentina e Salta
Abril 2017

O ponto de encontro foi na sede da TripMoto, em Blumenau, as 5,30 horas. Queríamos começar a viagem sem pegar o transito da cidade e da região. Ainda estava obscuro e o céu estava limpo. A temperatura estava ótima para inicio da viagem. O destino era Obera, Misiones, Arg, distante a 870 km. O cruzamento da fronteira estava planejado para acontecer no passo Porto Maua, fronteira que utiliza uma balsa para cruzar a Argentina. Depois de uma viagem tranquila, com paradas cada 1,5 horas para abastecer e esticar as pernas, chegamos à aduana antes da saída da ultima balsa do dia, as 17hs. No percurso, encontramos muitas motos indo para a corrida. Documentação apresentada, taxas da balsa e do município pagas, carregamos as motos e iniciamos a navegação.

Já anoitecendo, chegamos ao hotel. Fomos jantar o primeiro asado argentino no hotel Casino da cidade. Quando estávamos acabando o jantar, começou a chover fortemente, e não parou ate as 5 am do outro dia. Demais esta dizer que a volta ao hotel, de moto, foi muito húmida kkk.

5 de abril

Amanheceu um dia maravilhoso. Saímos cedo do hotel, para a província del Chaco. A passagem na ponte de Resistencia foi tranquila, tinha muito policiamento, fomos parados em varias oportunidades, para apresentar só a documentação.

Íamos nos acercando a Termas de Rio Hondo, e a quantidade de motos que cruzávamos ia crescendo. Uma preocupação que tínhamos era o combustível, pois na Argentina se formam grandes filas para abastecer e as vezes os postos não tem gasolina, estávamos preparados com 3 galones de reserva, mais desta vez a viagem foi muito tranquila. Todos os postos tinham combustível.

Já estava obscurecendo quando chegamos ao nosso hotel fazenda que tínhamos reservado, um pouco mais a frente de Presidencia Roque Saenz Peña.

E necessário ser cuidadoso quando pilotamos nessas regiões, tem muito animal solto, e qualquer descuido pode acabar com a viagem.

6 de Abril

Depois do café, saímos rumo a Termas de Rio Hondo. Aproveitamos a passar por El Campo del Cielo, um lugar protegido na Provincia del Chaco, onde caiou uma chuva de meteoros, e donde se encontra o segundo maior meteoro do mundo achado pelo homem. Vale muito a visita a este lugar.

Foram 10 km de estrada de chão, mais o desvio valeu muito a pena. O parque esta muito bem organizado. A sinalização de acesso é deficiente, tem que ficar muito atento para não se perder.

JÁ chegando a Santiago del Estero, era muita a quantidade de crianças na beira da estrada cumprimentando e tirando fotos ao passo das motos. Foi realmente bonito viver essa experiência.

Finalmente, chegamos a Termas. A cidade vive um clima de festa nestes dias, Todo mundo passeia de moto sem capacete, e vimos motos de Chile, Bolivia, Paraguay, Uruguay. Nosso hotel estava no centro da cidade, a 100mts da praza central e casinos. A segurança é muito boa, as motos dormiram na rua durante todas as noites do evento.

Nesses dias de nossa chegada, tinha inundações da região, que obrigou a abrir as comportas do lago. A força da agua é incrível.

7 de abril

Saímos cedo do hotel, para fazer um passeio ate o dique Escaba, distante a 200 km, na cidade de Juan Bautista Alberdi, por estrada de chão. No caminho, a cidade de La Madrid tinha muitos dos seus habitantes morando na beira da estrada, pois a enchente os tinha alcançado. Muito triste de se ver. O passeio ate o dique é muito bonito, na estrada deve tomar cuidado, tem muita pedra solta.

9 de abril

Assistir ao Moto GP. Particularmente, na televisão se vê excelentemente bem. Mais estar ai, viver o clima, escutar os motores, não tem preço. É muito bonito e revigorante viver esta festa.

10 de abril

Cedo, a cidade estava tranquila. Rumo a Tafi del Valle, saímos depois do café da manha.

A paisagem subindo a serra é maravilhosa.

Continuamos para Cafayate.

Passamos pelo El Infiernillo, a mais de 3030 mts de altitude. Já se sente a falta de alguma coisa..... As nuvens baixas não deixaram ver a paisagem do lugar.

Visitamos la Quebrada de las Conchas, lugar com formação geológica onde foram descobertas conchas marinas, de onde o nome foi criado, e o El Auditorio, formação rochosa muito atrativa, que parece um furo gigante na rocha. Não tem palavras nem imagens para descrever o lugar, as cores.

Chegamos ao hotel entrando a noite, perto de Salta. Um hotel com vinícola própria, atendido pelos donos, e que tem passeios para avistagem de aves, muito comuns no lugar. A dona fez um jantar com os produtos colhidos no local, e bebemos o vinho de produção própria. Sem palavras. O lugar e o atendimento foram dos melhores da viagem.

11 de abril.

Nosso destino era Tilcara, no Jujuy. Fizemos um desvio e subimos a Cuesta del Obispo. A vista e a paz do lugar é indescritível.

Descimos, continuamos a viagem e chegamos a Purmamarca com o sol alto ainda.

Tem que ir para apreciar a beleza do lugar. Os integrantes do grupo ficaram maravilhados com as imagens e paisagens que ia aparecendo depois de cada curva.

Dai a Tilcara foi um pulinho, paramos para abastecer pois Purmamarca, que é mais conhecida, não tem posto de gasolina. A essa altitude, a temperatura caiou bastante. Jantamos em uma charmosa parrilla que pertence ao hotel, um saboroso bife de chorizo.

12 de abril

Saímos cedo a fazer a ultima visita programada, o cerro dos 14 cores, área protegida declarada patrimônio da Humanidade. O Horconal, em Humahuaca. A vista é fantástica.

O retorno foi com vontade de continuar. Passamos pela Pampa del Infierno, onde a rodovia esta com muito buraco, e é preciso ter muito cuidado,

Um dos membros do grupo, entortou uma roda, ainda bem que não quebrou. Tem muito animal solto ainda, o que dificulta a pilotagem e devemos redobrar os cuidados.

Foi uma viagem maravilhosa, compartilhamos muitos momentos ótimos, conhecemos muitas pessoas com a nossa mesma paixão. É engraçado ver pessoas falando português, conversando e se entendendo com pessoas falando espanhol..... e fazendo amizade!

Passeamos em lugares de, realmente, tirar o folego.

Não tem palavras ou imagens que possam graficar esta experiência.

Colocamos em funcionamento todos os sentidos:

Sentimos o clima, vimos as paisagens, respiramos os aromas, ouvimos , cheiramos os odores dos lugares.

Experiência maravilhosa!!! Programando a próxima viagem!!

Obrigado Eduardo e Enzo !!